Archive for dezembro \26\UTC 2007|Monthly archive page

natal…

Finalmente tudo passou… E foi melhor do que imaginei.

O Natal não é uma festividade agradável para mim já há muito tempo. Depois que você perde seus pais, que você percebe que sua família não é mais aquele ideal de fraternidade e perfeição que você imaginava e que você descobre que Cristo nasceu em meados de março/abril e o Natal foi instituído por Constantino para cultuar o deus-sol… então tudo isso perde um pouco do sentindo… Ainda mais se você detestar especiais do Roberto Carlos, Simone, Xuxa, Sandy e Júnior e afins (que sempre são exibidos na TV) .

E meus últimos natáis tem sido apenas mais um feriado triste, vazio e depressivo. Enquanto todos estão comemorando em suas casas, eu estou sozinho na minha. Diferente de outros feriados, a cidade para (tudo fecha, inclusive lojas de conveniência).

Mas este ano, por incrível que pareça, eu não fiquei deprimido. Não fugi nos “tarja-preta” pra dormir, nem fiquei vagando na internet (que é tão deserta quanto a cidade). Eu aluguei alguns filmes e comprei alguns suprimentos e fiquei em casa curtindo o feriado, como se fosse um feriado qualquer.

Na verdade eu sempre digo isso: eu vou ficar em casa… é como se fosse um feriado qualquer. Mas na hora eu fico me lamentando, sofrendo por não estar próximo dos meus pais, de não ter uma namorada (eu só passei um natal namorando, e passamos separados) para passar o natal junto, de não ter aquilo que eu realmente gostaria de ter…

Mas esse ano foi realmente diferente. Não me lembrei de todas essas coisas. Foi mais um feriado qualquer. Na verdade, havia gratidão por estar só. Era algo como “antes só, do que mal acompanhado”. Ou algo como “antes só, do que fazendo papéis e segurando máscaras que eu detesto segurar”. Não devorei a caixa de chocolates (que aliás foi devorada por um amigo chocólatra que veio me visitar ontem à noite). Não comi os pacotes de biscoito recheado e nem os doces… não dormi mais do que o necessário, e não fiquei pendurado na internet…

Consegui fazer rodízio entre ler, assitir filmes e seriados, ver dvds de música, internetar, escrever coisas pra faculdade (apesar das férias), ver putaria na net, sair pra dar voltas de carro (mesmo com o tempo chuvoso e tomei até um vinhozinho acompanhando o perú que fiz pra minha ceia particular…

No final das contas, acho q o topiramato (amato) está sendo ótimo.  Tem me dado equilíbrio mesmo. E tirando os formigamentos na ponta do nariz, me sinto muito bem.

Agora vamos ver como será o Reveillon. Esse eu vou tentar uma coisa mais animada… hehheheheheh

Anúncios

Férias, finalmente…

Hoje entrei de férias. Acordei 10h30, tomei café na hora do almoço e estou pensando em almoçar na hora do jantar. Pensei até em fazer mochilão nas cidades próximas… pegar um busão pra ir jantar na capital e depois voltar… hhhehehehehe

Estava pra enlouquecer com o ritmo de fim de ano da faculdade de trabalho. E ainda por cima com as cobranças da família, que insiste que eu vá passar as festas com eles (sendo que eu já expliquei que preciso de um tempo pra mim).

Minha psicóloga desapareceu… Tivemos uma falha de comunicação em minha última sessão, e depois fiquei de ligar pra ela. Liguei mas ela não atendeu. Também não retornou… e como eu estava em dias cheios, acabei deixando de lado… essas primeiras semanas das férias também estão meio “cheias”, então vou deixar pra ligar pra ela somente semana que vem… heheheheh

Pensei em ir até a capital (que fica uma hora daqui), só pra passear… mas depois desisti… fiquei mesmo curtindo preguiça de pijama. Entre sofá (vendo Fox e GNT) e cama (batendo papo no msn), passei a tarde inteira fazendo absolutamente nada de útil.

Quando anoiteceu, fui ao supermercado e à locadora. Fiz jantar (arroz com lentilhas e iscas de filé com molho ferrugem) e assiti Cartas de Iwo Jima. Agora vou dormir e acordarei de madrugada para ver mais tv (ou assistir A Conquista da Honra).

Amanhã devo ir à capital. E não de carro, como sempre vou, mas de ônibus. Assim, poderei ir lendo um livro no celular (e ouvindo música, claro). Além disso não terei que me preocupar com estacionamento, trânsito e quem sabe até poderei tomar umas no final do dia, sem ter que me preocupar com estar sóbrio pra voltar dirigindo. Quem sabe conheça alguém… 😀

Ai… vida boa essa de férias… só pra constar: comecei a escrever o post meio-dia e estou terminando meia noite… pura coincidência.